Actividades

HOMEEnglish
Actividades

Seminário «Três Modos de Acontecimento Teatral, Judicial e Cirúrgico»

24-10-2018


14h00 | Biblioteca Nacional de Portugal
Teatro, Direito e Medicina são geralmente entendidos como actividades  sem conexões. A intenção do seminário é mostrar as afinidades, mas também os contrastes, entre o acontecimento teatral, o acontecimento judicial e o acontecimento cirúrgico, para compreender as processualidades, as exigências  e decisões de cada um desses modos de acontecimento.



 

Performances, ensaios e operações cirúrgicas não são idênticos, mas revelam homologias profundas.
Às três modalidades – de tipo cirúrgico, teatral e jurídico - subjazem  afinidades epistémicas e procedimentais que interessará discutir e problematizar, recorrendo a perspectivas várias, sobretudo ao nível da filosofia e da história cultural.  Há deçerto  afinidades, mãos ou menos evidentes: a) níveis de formalização elevados e historicamente construídos, associados ao imperativo de um controlo estrito do imprevisto; b) uma forte dimensão protocolar; c) o carácter fundamental da noção de audiência, real ou virtual, como forma de validação dos acontecimentos (teatro anatómico, plateia, júri); d) o carácter epistémico específico da medicina, do teatro e do direito quer enquanto lidando com o particular, quer enquanto constituindo saberes de natureza prudencial; e) a forte historicidade dos três tipos de acontecimento. 

 Há, por outro, articulações,  linhas de intersecção entre estes acontecimentos em diferentes modalidades discursivas: formas de representação da cirurgia e da medicina no teatro e na literatura; modos de regulação das relações entre praticantes e pacientes em textos de natureza legal e em manuais de deontologia ou, entre outros aspectos, a evolução do papel do paciente nas relações terapêuticas, e o seu gradual desaparecimento da cosmologia médica, com base em diários e autobiografias.  

Consideradas de um ponto de vista filosófico, as articulações entre esses modos de acontecimento esclarecem as analogias, mas permitem também reconhecer pontos obscuros ou desatendidos de cada um desses modos de  acontecimento.


Reunindo teorias filosóficas sobre tempo e história, subjectividade e objectividade , conhecimento e exemplos práticos que conectam realidade e expectativas, narrativas e riscos, cooperação e tensões, experiências singulares e contextos sociais,  o seminário pretende analisar, por meio de considerações formais, abordagens fenomenológicas e situações históricas, essas homologias, diferenças e articulações, enfatizando as dimensões éticas e morais de acção humana.



Organização: CHAM, CHAIA, Departamento de Filosofia da Escola de Ciências Sociais da UÉ e BNP





Organização
- CHAM / FCSH/NOVA | UAc
- UÉ
- BNP
- CHAIA




Programa | Programme(.pdf)