________________________________________________Património luso-marroquino na região da Doukkala-Abda (Marrocos)



Missão arqueológica luso-marroquina que visa estudar as cidades e sítios de ocupação portuguesa na região marroquina da Doukkala-Abda, nomeadamente Safim, Aguz, El-Jadida (a antiga Mazagão) e Azamor. A missão tem dado particular destaque ao caso de Azamor, grande urbe medieval dominada pelos portugueses entre 1513 e 1541 e na qual se implantou um notável dispositivo defensivo, obra primordial da arquitectura militar manuelina, levada a efeito pelos mestres Francisco e Diogo de Arruda. A missão articula-se directamente com o levantamento e estudo arquitectónico da vila, destinado também a avaliar a intervenção portuguesa ao nível urbano. Estes trabalhos têm um importante carácter de salvaguarda patrimonial, prevendo impactes e preparando futuras operações de conservação.

Entidade responsável: a missão resulta de um protocolo entre o Centro de História de Além-Mar, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa e Universidade dos Açores e a Escola de Arquitectura da Universidade do Minho, por parte de Portugal, e a Direction du Patrimoine Culturel, por parte de Marrocos.

Duração: a missão tem uma duração de cinco anos (2008-2012), sendo eventualmente renovável por igual período.

Responsáveis: Azzeddine Karra, André Teixeira e Jorge Correia.

Financiamento:
- Direcção-Geral do Património Cultural;
-
Fundação para a Ciência e a Tecnologia - Projecto Portugal e o Sul de Marrocos: contactos e confrontos (Séculos XV-XVIII), para o período 2008-2010;
- Acordo Centre National pour la Recherche Scientifique et Technique | Fundação para a Ciência e a Tecnologia - Projecto Portugal e Marrocos (Doukkala-Abda) nos séculos XV a XVIII, para o período 2010-2011.

Apoio: Embaixada de Portugal em Marrocos; Direction Régionale de la Culture de la Région Doukkala-Abda.

[Mais informações]


© Centro de História Além-Mar - FCSH-UNL|UAç