História Ambiental (1400-1800)

O ambiente tem atraído mais esforços integrativos ou de interdisciplinaridade do que qualquer outro aspecto da vida humana. Neste curso pretendemos apresentar a disciplina de Historia Ambiental e os contributos para esta área vindos das ciências sociais e humanas (e.g. historia marítima) e também das ciências naturais (e.g. conservação ambiental). Pretendemos também abordar dinâmicas ambientais locais e imperiais, nas suas perspectivas económica e cultural e espelhadas em diversas dimensões temporais e espaciais, ainda que o foco principal seja na baixa idade media e na época moderna (1400-1800) e no mundo Atlântico. Pretendemos ainda reflectir sobre a apropriação e exploração continuada dos recursos naturais, as prácticas e percepções sobre o meio ambiente, as relações entre pessoas e natureza, e consequentes impactos e alterações.

 

Materialidades Líquidas: Produtos do Mar - Transformação Humana

Unidade curricular associada ao projecto de investigação do CHAM: Marine Mammals and Maritime Communities in the Early Modern Atlantic. Este projecto relaciona-se ainda com um projeto IF (Cristina Brito) e com as actividades científicas, de educação e disseminação da Cátedra UNESCO "O Património Cultural dos Oceanos" . Este projecto procura alertar para a importância histórica do mar nas actividades humanas, designadamente para o valor dos recursos naturais, das indústrias transformadoras e produção de cultura material e artística. Procura ainda sensibilizar para a necessidade de salvaguardar o património ecológico e cultural dos oceanos.Trata-se, portanto, de uma proposta multidisplinar que articula os saberes da ecologia, história ambiental marinha, arqueologia, história da arte e da história, pelo que as sessões serão asseguradas por investigadores destas diferentes áreas, de maneira a proporcionar uma aprendigazem conceptual e metodológica abrangente, um manuseio e interpretação de variados tipos de fontes (documentais e visuais), e uma introdução a bases de dados e métodos de visualização digital. Os tópicos de trabalho serão: Mar enquanto elemento da história; animais marinhos e seus ecossistemas; representações e objetos artísticos; uso e simbólica dos produtos (matérias-primas e/ou objetos); práticas, produtos do mar e redes económicas; as dimensões da posse do mar; percepções passadas e presentes sobre o mar.

+ info

 

Especialización en Arqueología

A Universidade del Norte desenvolveu um curso de especialização em Arqueologia, a primeira do género a ser promovida na Colômbia. Este programa tem a duração de dois semestres de conta com uma forte componente práctica e metodológica no seu plano de estudos, o que fornecerá aos alunos uma formação de campo completa em áreas como a arqueologia subaquática, entre outras, contando com  a presença de formadores da equipa da cátedra, nomeadamente os Professores José António Bettencourt e André Teixeira.

+ info

 

Máster Oficial en Arqueología Náutica y Subacuática

A Universidad de Cadiz o o Centro CEI·Mar promovem o Mestrado em Arqueologia Náutica e Subaquática, pioneiro em Espanha com 60 ECTS. Este curso tem como objectivo  de formar  especialistas a desenvolver trabalho tanto em arquivo como em museus, orgãos de gestão, empresas privadas, universidades ou centros de investigação. Conta com um leque alargado de especialistas como formadores entre eles o membro da equipa da Cátedra, o Professor José António Bettencourt.

+ info

Formação e sensibilização local para o Património Cultural Subaquático

No âmbito do Projecto CONCHA e da missão a Cabo Verde em 2018 foram promovidas diversas actividades educativas tanto para o público infanto-juvenil como para adultos dedicadas ao tema da Arqueologia em geral como disciplina,  à Arqueologia Subaquática e ao tema da Alimentação a Bordo intitulada "Uma questão de escala".

"Arqueólogos por um dia"

Os alunos da escola SOS, que integra a rede de escolas associadas da UNESCO, vivenciaram um dia de arqueólogo no Museu de arqueologia. Uma actividade que aconteceu no âmbito do projecto de arqueologia subaquática CONCHA.

+ info

Formação em Arqueologia Subaquática

Foi promovida uma formação em arqueologia subaquática, promovida pelo Instituto do Património Cultural em parceria com a Universidade Nova de Lisboa, através do CHAM e da Cátedra Unesco - O Património Cultural dos Oceanos,  destinada aos técnicos do IPC e da Comissão para Valorização do Património Cultural Subaquático de Cabo Verde.

+ info

"Uma questão de escala"

No âmbito das actividades educativas do projecto CONCHA decorreu ontem, 30 de agosto, mais uma actividade com as crianças da colónia de Férias do Museu de Arqueologia, “Os Guardiões do Património”. Esta actividade foi preparada na sequência da montagem de uma vitrine temporária denominada de “Uma questão de escala”, que ficará patente ao público no Museu de Arqueologia  da Praia, em Cabo Verde.

+ info

 

TESES

 

  • José Bettencourt, doutoramento em História, especialidade em arqueologia, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, com a tese “Os naufrágios da baía de Angra (Ilha Terceira, Açores): uma aproximação arqueológica aos navios ibéricos e ao porto de Angra nos séculos XVI e XVII” (bolsa da Fundação para a Ciência e Tecnologia SFRH/BD/68443/2010), orientador André Teixeira

https://run.unl.pt/handle/10362/37601

 

  • Patrícia Catarina Sanches de Carvalho, doutoramento em História, especialidade em arqueologia, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, com a tese “O sítio Ria de Aveiro A e o comércio de cerâmica comum nos séculos XV a XVII” (bolsa da Fundação para a Ciência e Tecnologia SFRH/BD/75233/2010), orientador André Teixeira

 

  • Tiago Miguel D’Oliveira Xavier Conde Fraga, doutoramento em História, especialidade em arqueologia, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, com a tese “A Fragata Portuguesa (Séculos XV a XVIII)” (bolsa da Fundação para a Ciência e Tecnologia SFRH/BD/75533/2010), orientador André Teixeira e coorientador Adolfo Silveira Martins

 

  • Ana Catarina Abrantes Garcia, doutoramento em História, especialidade em arqueologia, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, com a tese “Sistemas portuários nos impérios marítimos português e britânico: uma abordagem comparativa (séculos XVII-XIX)” (bolsa da Fundação para a Ciência e Tecnologia SFRH/BD/78673/2011), orientador André Teixeira e coorientador José Damião Rodrigues

 

  • Gonçalo Nuno Sequeira Correia Lopes, doutoramento em História, especialidade em arqueologia, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, com a tese “Boavista 1: um navio moderno na Lisboa Ribeirinha”, orientador André Teixeira,  ( bolsa da Fundação para a Ciência e Tecnologia SFRH / BD / 1297443/ 2017).

 

  • Jorge Leonel Vaz Freire, doutoramento em História, especialidade em arqueologia, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, com a tese “Os olhares do mar para terra: identidade, continuidades, ruturas e perceções no estudo da Arqueologia Costeira da embocadura do Rio Tejo”, orientador André Teixeira e coorientador Rodrigo Banha da Silva

 

  • Maria de Fátima Portal Claudino, doutoramento em História, especialidade em arqueologia, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, com a tese "O Património Cultural Subaquático - uma aproximação à sociedade”, orientador André Teixeira e coorientador António Camões Gouveia

 

  • Nina Vieira, doutoramento em História, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, com a tese “The taxonomy of Portuguese whaling from the 13th to the 19th century: An Atlantic history of the sea, whales and people”, orientadora Cristina Brito, (bolsa da Fundação para a Ciência e Tecnologia SFRH / BD / 104932/ 2014).

 

  • Cristóvão Pimentel Fonseca, mestrado em Arqueologia na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, com a dissertação Fundear e naufragar. Entre o Mediterrâneo e o Atlântico: o caso do arqueossítio Arade B, concluída em 22/12/2015, orientador André Teixeira e coorientador José Bettencourt.

 

  • Ana Cláudia Silveira, doutoramento em História, especialidade em História Medieval na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, com a tese “Setúbal: um pólo de poder da Ordem de Santiago no final da Idade Média”, orientadora Amélia Aguiar Andrade

 

  • Gonçalo Melo da Silva, doutoramento em História, especialidade em História Medieval, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, com a tese: As Portas do Mar Oceano: Vilas e Cidades Portuárias Algarvias na Idade Média (1249-1521) (bolsa da Fundação para a Ciência e Tecnologia SFRH / BD / 85931 / 2012), orientadora Amélia Aguiar Andrade

 

  • Ana Teresa Hilário, Mestre em História, vertente História Moderna e dos Descobrimentos com a dissertação “O Conselho da Índia e o seu papel no provimento das principais fortalezas do Índico (1604-1614)”, orientador Pedro Cardim, https://run.unl.pt/handle/10362/20767

 

  • Tiago Silva, em História, especialidade em arqueologia, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, com a tese, “O Porto da Horta e a navegação no Atlântico entre os séculos XVII e XIX: a perspetiva da arqueologia marítima”, orientador André Teixeira,  (bolsa da Fundação para a Ciência e Tecnologia SFRH / BD / 139676/ 2018).