Linhas Temáticas

HOMEEnglish
História Ambiental e o Mar Apresentação

A história ambiental consiste no estudo das relações entre pessoas e meio natural ao longo do tempo nas suas mais variadas perspectivas – sociais, culturais, económicas e ecológicas. A forma como os humanos perceberam, usaram e modificaram o seu meio envolvente, as consequentes alterações nesses espaços e ecossistemas, as mudanças e adaptações daí decorrentes e o modo como os sistemas naturais influenciaram e moldaram acções, atitudes e decisões são aqui temas centrais. Esta é uma área disciplinar que interliga as humanidades com as ciências sociais e naturais, numa abordagem plural que permite relacionar diferentes disciplinas e saberes. O mar, o passado dos oceanos, a história ambiental marinha, a sobre-exploração e gestão de recursos, as práticas locais e mundos indígenas, a produção e circulação de conhecimento, o património material e imaterial, são alguns dos aspectos já estudados pelos investigadores que se revêm nesta linha temática. Abordando diversos temas que, tais como os mencionados, podem ser compreendidos no longo termo, desde o período medieval até às problemáticas da atualidade, a história ambiental permite aprofundar o conhecimento sobre o passado e enfrentar as questões globais sobre sustentabilidade. Assim, são usadas metodologias interdisciplinares, numa visão holística das ligações e interações entre humanos e o mundo não-humano, visando ainda a literacia para a ciência e a história, a relação com vários setores da sociedade e a capacitação local. Aqui a Fronteira está presente enquanto linha física que divide mas também permite o encontro entre dois sistemas ambientais - o terrestre e o marinho. Igualmente, enquanto espaço conceptual de circulação, aproximação e de afastamento de sistemas de produção de conhecimento, de práticas e desenvolvimentos tecnológicos, e ainda de modelos de exploração, apropriação e percepção sobre o meio natural. O foco da Linha estará na produção e disseminação de narrativas históricas de longo termo sobre as sociedades humanas e a sua interligação e interdependência com ambientes e animais, bem como no papel que a Natureza desempenha ao moldar os percursos dos povos que dela dependem.

Os projectos da Linha inserem-se nas mais recentes dinâmicas da investigação internacional em Humanidades Ambientais e em estudos sobre o Mar e as Sociedades, os quais, apoiados em parcerias científicas já estabelecidas, permitirão consolidar esta área de estudo em Portugal. Alguns dos trabalhos de investigação, educação e disseminação emergem de projectos já estabelecidos, como a Cátedra UNESCO Património Cultural dos Oceanos e o projeto EU RISE CONCHA. Novas questões de grande relevância científica e societal, como o Antropoceno, Alterações climáticas e impactos antropogénicos, Gestão hídrica e florestal, serão consideradas de futuro. Prevê-se, o estabelecimento de relações institucionais com o Programa Gulbenkian Sustentabilidade e a Fundação Oceano Azul. Estão previstas actividades envolvendo investigadores com diferentes realidades locais através de um programa interno de responsabilidade ambiental. Alavancada nos objectivos e projectos mencionados, será possível estabelecer uma ligação com várias outras linhas temáticas do CHAM, bem como de outras instituições. Surge ainda uma sinergia natural com a REPORTHA – Rede Portuguesa de História Ambiental.

Coordenação: Cristina Brito