Actividades

HOMEEnglish
Notícias

03-05-2016

Nota de Pesar

Paulo Varela Gomes (1952-2016)

"O CHAM lamenta profundamente o falecimento de Paulo Varela Gomes. Dos múltiplos legados que nos deixa enquanto investigador, destacam-se porventura três: 1) um trabalho pioneiro e incontornável numa área sobre a qual continua a haver pouco mais a ler, a arquitectura portuguesa do século XVII; 2) um trabalho iluminador como o de poucos sobre os edifícios que os portugueses fizeram erguer na sua passagem pela Índia; e 3) o exercício cívico da profissão. Lê-lo-emos sempre em busca de informação e encontraremos sempre a consciência militante das suas reflexões. PVG fazia e ensinava história da arquitectura mais por imperativo ético do que por interesse epistemológico que, obviamente, também tinha. Escrevia sobre arquitectura contemporânea ou fazia emergir a arquitectura nos seus romances porque acreditava na importância superior (social, política) do acto construtivo. Juntou-se ao CHAM cheio de projectos que os acasos da (má) sorte não deixaram passar disso mesmo. Morreu como viveu, escrevendo e lutando, sempre e até ao fim. O CHAM ficou mais pobre, a história da arquitectura ficou mais pobre, perdemos todos. Mais do se pode escrever."

Direcção do CHAM