Publicações

HOMEEnglish
Publicações
O correr da pena nas Gazetas Manuscritas,

a identidade das formas (1735-1738)



As escritas pessoais no período moderno constituem-se como marca identitária. A singularidade do traçar da letra articula vários elementos característicos, integrando um conjunto de indicadores que interpela o observador no sentido de uma análise física, histórica e culturalmente contextualizada.

Este livro propõe uma abordagem qualitativa da escrita articulada com uma análise paleográfica. Da análise sistemática de 1735-1738 ao alargamento generalizado da cronologia dos "Diarios", "Adicções à Gazeta" e cartas pessoais, desvendam-se, mais do que identidades gráficas, padrões de "edição manuscrita". A identificação de caligrafias constitui, por isso, uma aproximação à análise da dinâmica do círculo de escrivães, intervenientes no processo de produção/execução dos folhetos noticiosos.

 

Colecção Cadernos de Cultura, 4






O correr da pena nas Gazetas Manuscritas, a identidade das formas (1735-1738), Lígia Gaspar Duarte (aut.), Vila Nova de Famalicão: CHC, Húmus, 2012, 166p., (Extra Colecção)

ISBN: 9789898549303