Publicações

HOMEEnglish
Publicações
D. Francisco Manuel de Melo,

O Mundo é Comédia



D. Francisco Manuel de Melo é um dos marcos incontornáveis do Barroco Português. Vivendo durante a Monarquia Composita, foi militar, diplomata e intelectual. Cultivou a amizade de poetas e dramaturgos, escreveu uma vasta obra, servida pelo bilinguismo, da historiografia ao verso de metro variado, bem como prosa em que sobressai a capacidade crítica. Figura multifacetada, conheceu a glória e o cárcere, o luxo das cortes europeias e o desterro no Brasil. Foi nobre palaciano mas conheceu também a tranquilidade da vida campestre. Votado ao esquecimento durante dois séculos foi resgatado por Camilo Castelo Branco. No início do século XX, Prestage recuperou a sua obra, num estudo ainda hoje incortonável. Porém a fortuna de D. Francisco Manuel de Melo parece destinada a conhecer momentos de reconhecimento seguidos de longos períodos de esquecimento. A sua exlusão dos manuais escolares contribui fortemente para o olvido de uma personagem complexa, fruto de uma época marcada por contrastes, por luz e sombra.

 

O Congresso Internacional “D. Francisco Manuel de Melo – O Mundo é Comédia” realizado entre os dias 1 e 3 de Abril de 2009, na FCSH/NOVA, teve por objectivo reunir estudiosos nacionais e estrangeiros da criação variada de D. Francisco Manuel de Melo, tentando resgatar este criador do esquecimento, abordando todas as áreas em que se divide a sua obra: a historiografia, a lírica, o teatro, a prosa e a epistolografia. Para compreender D. Francisco Manuel de Melo é necessário integrá-lo na época de que ele é, de certo modo, uma imagem reflectida: complexo, contraditório, crítico, sentencioso, lírico.






D. Francisco Manuel de Melo, O Mundo é Comédia, Maria do Rosário Pimentel (org.), Maria do Rosário Monteiro (org.), Lisboa: Colibri, CHC (Apoio), 2011, 320p., (Extra Colecção)

ISBN: 9789896891251