Projectos

HOMEEnglish
Território e Fronteira no Médio Eufrates no período meso-assírio (Séc. XIII a. C.) Descrição

O projecto tem como objectivo o estudo da problemática relacionada com a definição dos conceitos de território e fronteira no contexto siro-mesopotâmico, tendo como enquadramento cronológico o período do Bronze Recente II (c. 1300-1200 a.C.) e como âmbito geográfico o Eufrates sírio.

Uma das dificuldades com que se debate a historiografia moderna é estabelecer os critérios de definição de fronteira e de território na ideologia mesopotâmica. Na complexa história da Mesopotâmia, as fronteiras não eram de carácter estático mas sim dinâmico e isto torna-se especialmente visível na época que nos propomos estudar.

Relativamente à territoralidade e à fronteira non Bronze Recente no vale do Médio Eufrates sírio, uma das principais lacunas da investigação actual consiste em compreender o processo de criação do império meso-assírio e, em particular, da sua fronteira ocidental, situada no rio Eufrates. Até hoje, as únicas referências conhecidas sobre a presença assíria nesta região procedem de algumas inscrições cuneiformes dos reis Adad-narari I, Salmanasar I e Tukulti-Ninurta I (1307-1208 a.C.). Contudo, considerando o carácter essencialmente propagandístico destes textos, falta uma verificação arqueológica dessas afirmações.

Do ponto de vista arqueológico, conhecem-se apenas alguns dados dispersos e frágeis, insuficientes para demonstrar a veracidade histórica destas inscrições reais. As investigações recentes do Projecto Arqueológico Médio Eufrates Sírio (PAMES), dirigido pelo Universidade da Corunha (Espanha) e pela Direcção Geral de Antiguidades e Museus (Síria) e financiado pelo Ministério da Cultura de Espanha, pelo CSIC e pelo CHAM (Universidade Nova de Lisboa), abriram novos horizontes para o estudo desta problemática. A prospecção e a escavação de Tall Qabr Abu al-`Atiq, sitio localizado numa garganta do Médio Eufrates, em que participa a FCSH da Universidade Nova de Lisboa desde 2005 permitiu evidenciar uma fase de ocupação do III milénio a.C. (contemporânea de Mari I) e, pela primeira vez na região, os vestígios de um sítio fortificado (dunnu em assírio) do período meso-assírio.

Tall Qabr Abu al - `Atiq, pela sua situação geográfica, controlando uma fronteira natural, assim como pela sua definição crono-cultural, é um sítio excepcional para estudar, com documentação material e possivelmente textual (pela importância do sítio, admite-se a possibilidade de um arquivo administrativo) inédita, não só a política expansionista dos reis assírios na fronteira ocidental do seu império, como também a sua interacção com os hititas.

Dada a sua conservação excepcional, devida ao grande incêndio que o destruiu, Tall Qabr Abu al - `Atiq contribuirá para conhecer, pela primeira vez, diferentes aspectos de um ítio fortificado, associadoà fronteira assíria, designadamente uma arquitectura fortifcada de adobe e uma cultura material, em que se destaca a presença e uma tipologia específica de cerâmica administrativa meso-assíria.

Objectivos

O PAMES procura estudar a fronteira setentrional do reino de Mari (2900-1760 a.C.) numa região importante, do ponto de vista geoestratégico, como é a garganta de Halabiya, no vale do Médio Eufrates. Esta linha de investigação tem como base documental a prospecção na região e a escavação da Fase I de Tall Qabr Abu al - `Atiq (2900-2700 a.C.). O estudo da Fase II (1275-1200 a.C.), isto é, a que corresponde ao período meso-assírio, será o objecto deste projecto, constituindo a especificidade de uma participação portuguesa no PAMES. Pela primeira vez, uma universidade portuguesa terá a possibilidade de implementar um projecto de investigação sobre a antiga Mesopotâmia, baseado no estudo de documentação obtida em primeira-mão. Trata-se de um projecto pioneiro no nosso país, que contribuirá, por um lado, para responder a uma lacuna na investigação internacional e, por outro, para que os estudos em Arqueologia e História da antiga Mesopotâmia, deficitários em Portugal, se incrementem e adquiram a importância académica e científica que já têm noutros países da União Europeia.

Procurando contribuir para a resolução dos problemas referidos, este projecto propõe concretizar uma série de objectivos através de uma metodologia específica:

  • compilação de toda a informação arqueológica relativa aos sítios datados do Bronze Recente no vale do Eufrates sírio;

  • compilação de toda a documentação textual (em cuneiforme) associada a estes mesmos sítios arqueológicos, bem como a que se encontra nos arquivos oficiais destes impérios, especialmente os que concernem a esta área geográfica;

  • escavação arqueológica de Tall Qabr Abu al-‘Atiq (Síria);

  • prospecção arqueológica na região da garganta de Halabiya no vale do Médio Eufrates sírio.



Código: PTDC/HIS-ARQ/103023/2008

Início: 2010

Duração: 36 meses

Investigador Principal: Francisco Caramelo (CHAM)


Instituições
Unidade de Investigação Promotora
- Faculdade de Ciências Sociais e Humanas / Universidade Nova de Lisboa

Unidade de Investigação Principal
- Centro de História d'Aquém e d'Além-Mar / Faculdade de Ciências Sociais e Humanas/Universidade Nova de Lisboa | Universidade dos Açores

Parcerias
- Faculdade de Letras / Universidade de Lisboa
- Universidade da Coruña
- Consejo Superior de Investigaciones Científicas