Projectos

HOMEEnglish
A Nobreza e o Estado da Índia no século XVI Descrição

Ao longo dos últimos anos o CHAM desenvolveu uma linha de investigação relacionada com a presença da nobreza portuguesa na Ásia. Os primeiros resultados deram origem no ano 2000 à publicação das obras: A Nobreza e a Expansão. Estudos Biográficos e Descobridores do Brasil: Exploradores do Atlântico e Construtores do Estado da Índia, coordenadas por João Paulo Oliveira e Costa, e à organização de cursos livres e conferências dedicadas à mesma temática.

O projecto «A Nobreza e o Estado da Índia no século XVI» tem como principal objectivo aprofundar os resultados de uma linha de investigação que tem vindo a ser desenvolvida pelo Centro de História de Além-Mar e pelo Departamento de Ciências Humanas do Instituto de Investigação Científica Tropical e que se concretizou com um primeiro financiamento concedido no ano 2000.

O projecto «A Nobreza e o Estado da Índia no século XVI» candidatou-se a financiamento da FCT no âmbito do Programa Operacional Ciência, Tecnologia, Inovação em Janeiro de 2000, tendo sido apreciado pelo painel internacional de avaliadores com a classificação de «Excelente», e obtido um subsídio para um período de 3 anos, iniciado a 1 de Abril de 2001, que foi prolongado até Março de 2005. Este trabalho foi desenvolvido pela bolseira Teresa Lacerda. Em Junho de 2004 o mesmo projecto voltou a candidatar-se a um financiamento da FCT, tendo recebido a classificação de «Muito Bom», e novo financiamento para o alargamento do âmbito cronológico e documental da investigação. Esta nova fase teve início em Janeiro de 2006 e será concluída em Dezembro de 2007 e é desenvolvida pela bolseira Silvana Pires.

Este projecto é inteiramente financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia, no entanto, face aos bons resultados obtidos desde o início do projecto, a equipa de investigação logrou obter um apoio financeiro suplementar, concedido pela Fundação Calouste Gulbenkian. O primeiro apoio foi concedido em Junho de 2002, o segundo foi concedido em Dezembro de 2004. Estas verbas foram aplicadas na remuneração do trabalho, em tempo parcial, de três colaboradoras, as quais se dedicaram, a par da bolseira principal, ao levantamento de dados e à introdução das informações na base de dados e sua posterior correcção.

O projecto visa, essencialmente, estudar o estatuto e o percurso dos nobres e oficiais que contribuíram activamente para a construção do Estado Português da Índia. A concretização deste projecto tem-se pautado pela criação e desenvolvimento de duas ferramentas distintas mas complementares: A Base de Dados dos Nobres e Oficiais do Estado da Índia no século XVI e as Genealogias dos Vice-Reis e dos Governadores do Estado da Índia no século XVI.

A constituição da base de dados tem como principal objectivo recolher e sistematizar as informações sobre os nobres e oficiais que actuaram no Índico ao longo do século XVI. As informações nela contida são provenientes da leitura e análise de diversas colectâneas documentais e de estudos da especialidade. A recolha destas informações pretende, por um lado, aprofundar o conhecimento sobre o percurso pessoal dos indivíduos que serviram a Coroa na Índia, por outro rasgar horizontes no estudo sociológico da Expansão e dos Descobrimentos Portugueses e, por último, aprofundar o conhecimento sobre a nobreza portuguesa no romper da modernidade.

A pesquisa e digitalização das genealogias dos Vice-Reis e Governadores da Índia é uma acção totalmente subsidiada pela Fundação BCP e visa, sobretudo, estudar as redes de parentesco dos agentes da Coroa no Indico.

Além do contributo científico inovador, a mais-valia deste projecto reside na permanente actualização dos conteúdos e da disponibilização dos mesmos ao público interessado, garantindo que não fiquem confinados ao meio académico.

Para lá da sua componente informativa, este projecto pretende levantar questões e dúvidas, suscitando a criação de novos objectos de estudo e investigação, da mais variada ordem. Mais do que um ponto de chegada, este projecto revelou ser um ponto de partida para novas análises.

 

Objectivos
  • Compreender o papel da nobreza na afirmação e consolidação da presença portuguesa no Oriente neste período;

  • Identificar os titulares de cargos militares e administrativos no Estado da Índia no século XVI;

  • Aprofundar o conhecimento sobre o percurso pessoal de cada um dos oficiais do Estado da Índia;

  • Estudar as redes familiares dos agentes da Coroa no Oriente.

 

Código: POCTI/36414/HAR/99 & POCI/HAR/55685/2004

Início: 2004

Duração: 36 meses

Investigador Principal: João Paulo Oliveira e Costa (CHAM)


Instituições
Entidade(s) Financiadora(s)
- Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Unidade de Investigação Promotora
- Faculdade de Ciências Sociais e Humanas / Universidade Nova de Lisboa

Unidade de Investigação Principal
- Centro de História d'Aquém e d'Além-Mar / Faculdade de Ciências Sociais e Humanas/Universidade Nova de Lisboa | Universidade dos Açores

Participação
- Instituto de Investigação Científica Tropical

Apoios
- Fundação Calouste Gulbenkian
- Fundação Millennium bcp
- Fundação Oriente