Manifesto: Humanities 4 the Ocean

 

 

Ao fazer um ano do início da bolsa ERC Synergy 4-OCEANS: Human History of Marine Life, os investigadores principais do projeto, liderados por Cristina Brito, em conjunto com várias outras entidades nacionais e internacionais, e em particular a Cátedra UNESCO 'Património Cultural dos Oceanos', publicam uma declaração em prol das Humanidades para os Oceanos. Este manifesto foi submetido à ONU no âmbito da Conferência dos Oceanos que se realizou esta semana em Lisboa e os princípios que regulam a Década para a Ciência dos Oceanos.

 

(Clicar aqui para ler o Manifesto)

(Manifesto: Humanities 4 the Ocean - Trinity Centre for Environmental Humanities - Trinity College Dublin)

 

 

 

 

 

Ao Resgaste das Baleias. Humanidades Para os Oceanos, História e Património Cultural

 

A NOVA FCSH está a estudar a história e memória coletiva das baleias em Portugal, contribuindo para a Década dos Oceanos do ponto de vista das humanidades ambientais. O projeto europeu em sinergia 4-OCEANS, com base no CHAM – Centro de Humanidades, contribui para a compreensão global sobre os usos passados dos recursos marinhos e para a literacia e ligação emocional aos oceanos.

No CHAM – Centro de Humanidades da NOVA FCSH - trabalhamos do ponto de vista das ciências humanas para perceber o mundo em que vivemos agora, e no passado, de uma forma integrada, interdisciplinar e cruzando o estudo de diferentes culturas e geografias.

Num planeta coberto por 70% de água, a vida mais-do-que-humana nas zonas costeiras, mares e oceanos, deve ser considerada em sistemas de interdependência; tanto culturais como ecológicos. As diferentes sociedades humanas estabeleceram, ao longo da história, relações e práticas nos ecossistemas marinhos e sobre os recursos dos oceanos, construindo existências ecoculturais e criando impactos nos espaços naturais e na vida humana que interessa considerar. O foco desta investigação centra-se na espécie humana enquanto elemento ativo das redes ecológicas dos oceanos e, nos seres não humanos (animais e outros) enquanto agentes co-construtores das narrativas históricas.

A história das baleias e da baleação, e a história das relações estabelecidas entre pessoas e estes grandes mamíferos marinhos ao longo do tempo, é um tema de investigação de uma equipa de trabalho da NOVA FCSH, no âmbito da Cátedra UNESCO “O Património Cultural dos Oceanos”, de iniciativas do CHAM, do projecto europeu CONCHA e do projecto europeu em sinergia 4-OCEANS. Ainda que existam muitas questões para responder sobre a caça de baleias nas águas continentais portuguesas, não há dúvida que esta atividade aconteceu de forma organizada e impactante. O aproveitamento de animais que deram à costa, bem como a sua captura no mar eram realizados desde a fundação do atual território português, no século XII. Estamos, neste momento, a conduzir uma investigação profunda, através da análise de vestígios osteológicos – ossos de baleia – e da análise de fontes documentais históricas – forais, por exemplo -, que permitem responder a questões sobre as principais espécies-alvo no passado, técnicas de captura, produtos obtidos e usos quotidianos e comerciais.

A compreensão destas dinâmicas históricas permite o regaste da memória coletiva sobre este património material e imaterial e aumentar a ligação das pessoas à sua realidade natural e a literacia dos oceanos. Para tal, a equipa interdisciplinar do CHAM que se dedica ao estudo da história dos oceanos e dos seus animais, está em Seattle onde apresenta as novidades no encontro internacional Oceans Past Conference e estará presente na Conferência dos Oceanos que decorre em Lisboa.

 

Links para mais informação:

Cátedra - https://cham.fcsh.unl.pt/catedra/index.html

CONCHA - https://cham.fcsh.unl.pt/CONCHA/index.html

4-OCEANS - https://www.tcd.ie/tceh/4-oceans/

OPI – Oceans Past Initiative - https://oceanspast.org/