Ciclo de Conferências da Cátedra UNESCO28.04.2022
O Património Cultural dos Oceanos — SEA US 2022
15h00 (GMT) | em directo no Canal de YouTube da Cátedra Monstros marinhos e a alteridade do Mar no período moderno, Catarina Simões (CHAM  | MUHNAC, ULisboa)

 

O início do período moderno foi marcado, no que diz respeito ao desenvolvimento da história da ciência, por profundas mudanças e inovações metodológicas na forma de se estudar, descrever, classificar e representar o mundo natural. Por este motivo, é comummente identificado como uma fase de ruptura com as epistemologias antigas e medievais. No entanto, as fontes escritas e iconográficas dos séculos XVI e XVII dão-nos conta de que as referências a criaturas fantasiosas e monstruosas persistem, coexistindo com descrições e representações realistas e detalhadas de animais e plantas. Nesta comunicação, será analisado o importante papel cultural dos monstros, em particular dos monstros marinhos, enquanto mediadores entre geografias e significadores de alteridade. Monstros e animais exóticos representavam geografias “outras”, das quais eram elementos inseparáveis, e é nos oceanos, lugares da mais remota alteridade, que as representações cartográficas de criaturas monstruosas persiste até cronologias mais tardias. Procuraremos demonstrar que esta persistência constitui muito mais do que de um recurso decorativo, materializando ideias sobre a forma como o próprio mar era culturalmente percepcionado neste período.

 

 

Organização

Cátedra UNESCO «O Património Cultural dos Oceanos

 

Apoio

CHAM / NOVA FCSH