António Vieira, Roma e o universalismo das monarquias portuguesa e espanhola
 

Os estudos reunidos neste volume incidem em duas questões principais: a relação conflitual entre a missão messiânica que o jesuíta António Vieira atribuiu à monarquia portuguesa e os universalismos encarnados pela monarquia espanhola e pela igreja católica; a ligação entre Vieira e Roma, entendida à luz do processo inquisitorial a que foi sujeito e das interacções com o ambiente político, diplomático e cultura romano por ocasião das suas duas estadias, em 1650 e entre 1669 e 1675.

No seu conjunto, os trabalhos aqui reunidos mostram que, em pleno século XVII, e mesmo tratando-se de uma época em que a ideologia imperial declinava, as visões universalistas e messiânicas desfrutavam ainda de um lugar muito central na cultura política europeia. Este livro demonstra que a obra de António Vieira ocupa, nesse quadro, uma posição de grande relevo.

 

António Vieira, Roma e o universalismo das monarquias portuguesa e espanhola, Pedro Cardim (org.), Gaetano Sabatini (org.), Lisboa: CHAM, Università Degli Studi Roma Tre, Red Columnaria, 2011, 219p., (Colecção Estudos & Documentos, 12)

 

 

ISBN

9789898492050

 

 

 

Disponível em Acesso Aberto no RUN - Repositório da NOVA (web)