Ciclo15.02.2022
Mulheres Pintoras no Mundo Ibero-Americano
17h00 | MNAC — Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado Pintoras Brasileiras da Geração de 60-70, José Mikosz (CHAM)

 

Até ao início do século XX ainda se esperava das mulheres uma arte delicada e sentimental, envolvida com a esfera íntima do lar. O trabalho artístico feminino era considerado amador, mais ainda no espaço ibero-americano onde a cultura predominantemente católica contribuiu para que se esperasse da mulher apenas o papel de mãe e esposa. No campo artístico, as barreiras que confinavam as mulheres a uma 'arte na intimidade do lar' apenas foram efectivamente rompidas a partir da segunda metade do século XX, mas em termos de crítica, uma atitude paternalista e discriminatória ainda permaneceu. Este Ciclo visa destacar Pintoras que foram especialmente actuantes no Mundo Ibero-Americano e que ao longo dos séculos, do Renascimento tardio aos nossos dias, contribuíram para diminuir o preconceito de género e pôr fim a uma série de estereótipos no mundo das artes.

 

 

Comissão Organizadora

Teresa Lousa (CHAM)

Linha Temática «História das Mulheres e do Género» (web)

 

 

Organização

CHAM / NOVA FCSH

MNAC - Museu Nacional de Arte Contemporânea - Museu do Chiado

 

Cartaz (.pdf)

Programa (.pdf)