Ambiente, Interações e Globalização

 

 

 

Este grupo tem como foco os processos históricos de interacção entre pessoas e a natureza em diferentes contextos geográficos e temporais. Da Antiguidade ao mundo globalizado e industrializado, procura discutir e analisar alguns dos problemas mais prementes da nossa contemporaneidade ao integrar tópicos de estudo como a dependência alimentar e energética de recursos naturais e dos ecossistemas na longa duração; sincretismos religiosos e representações simbólicas da natureza; imperialismos e alteridades a partir de uma perspectiva global e conectada; intercâmbios artísticos, científicos e tecnológicos; circulação de matérias primas, produtos e objectos no mundo; interações sistémicas entre comunidades e paisagens; aproximações à sustentabilidade e educação ambiental; disrupção ambiental e globalização ecológica.

No trabalho desenvolvido pelos diferentes investigadores do grupo procura-se, assim, integrar a evolução das sociedades em distintas realidades culturais (locais, tradicionais, indígenas, imperiais, globais, virtuais), distintos contextos geográficos e cronológicos, assim como distintos ecossistemas e realidades eco-culturais. Neste âmbito, as diferentes sociedades são analisadas enquanto parte integrante do mundo natural, assente nas relações com outras espécies, aqui reconhecidas também como agentes de interações, mudanças e adaptações na construção de narrativas históricas.

Para debater os modos como a natureza moldou as sociedades humanas, e como estas a foram explorando e apropriando, o grupo «Ambiente, Interações e Globalização» tem especial interesse em desenvolver reflexão sobre assentamentos; transferências religioso-culturais, rotas e trocas comerciais; globalização; imperialismo e colonialismo; apropriação; extrativismo; sustentabilidade e colapso; industrialização; conhecimento e tecnologia.

Objectivos

 

. Desenvolver investigação original sobre diferentes dinâmicas de interação entre as pessoas e a natureza (locais, regionais e globais) em diferentes contextos geográficos e temporais, nas suas várias perspetivas;

. Estimular investigações sobre dinâmicas e espaços a nível internacional, europeus e não- europeus;

. Promover um espaço de discussão de projectos em execução ou de ideias para novos projectos a serem elaborados;

. Estimular parcerias e colaborações entre os seus membros, sendo um espaço aberto a outras parcerias (internas e externas à UI);

. Explorar temas com possibilidade de criar conexões com instituições/parceiros estrangeiros;

. Criar mecanismos de divulgação/disseminação da produção dos seus membros; 

. Afirmar-se enquanto incubadora e laboratório para futuras candidaturas;

. Organizar eventos científicos e não-científicos; 

. Criar e implementar um plano de publicações nacional e internacional.

 

 

 

Ana Catarina Garcia  

Coordenadora

 

Mariana A. Boscariol

Vice-Coordenadora

 

André Murteira

Representante na Comissão Permanente da Comissão Científica