Leitura e formas de escrita

 

 

 

Este grupo de investigação tem como objetivo estudar as formas da escrita, nos seus diversos suportes e meios de registo, do manuscrito ao impresso, incluindo a problematização das transformações que os meios digitais têm vindo a introduzir, bem como as relações entre essas formas, os seus significados e os seus usos. O programa do grupo consiste no trabalho sobre objectos paleográficos e tipográficos, interrogando as suas características específicas, tanto do ponto de vista técnico, como estético e conceptual. Implica a identificação dos nexos entre formas, suportes, transformações e relações na escrita e na leitura e os seus agentes.


Objetivo programático associado ao projeto estratégico do CHAM:

- questionar o modo como, consideradas formas e suportes da cultura escrita, se concebem e se desafiam fronteiras no mundo moderno e contemporâneo, a três níveis:
a) a nível espacial, nas relações que a comunicação escrita estabelece, tanto no âmbito europeu como intercontinental, incluindo redes e obstáculos;
b) a nível de competências e capacidades técnicas, materiais e conceptuais da produção escrita, interrogando características, limites e situações de superação ou desafio desses limites;
c) a nível social, institucional e cultural, nos estímulos e constrangimentos das práticas de leitura e da comunicação escrita.


Direcções de trabalho:

1 - Impressores e tipógrafos;
2 - Iconografia do livro impresso;
3 - Informação escrita;
4 - Formas e mecanismos de censura;
5 - Bibliotecas;
6 - A circulação de livros, periódicos e textos a nível Europeu e Intercontinental;
7 - Agentes da edição e do livro moderno e contemporâneo;
8 - Edição de fontes.

 

 

Grammatica Pastrane, Lisboa, Oficina Valentim Fernandes, 1497.

 

 

Daniel Melo
Coordenador

 

Patrícia Santos Hansen
Vice-Coordenadora

 

Paula Ochôa
Representante na Comissão Permanente da Comissão Científica